“Enquanto a noite cai: a noite como estratégia de revitalização urbana”: painel

Na próxima quinta-feira, pelas 21:00 (em ponto!), no espaço Maus Hábitos, terá lugar a tertúlia dedicada ao tema Enquanto a noite cai: a noite como estratégia de revitalização urbana” na qual procuraremos discutir as potencialidades e condicionantes de uma estratégia de reabilitação urbana assente nas actividades e negócios da noite e debater, tendo como referência o caso do Porto, as tensões sociais, os usos e contrausos do espaço urbano e o seu impacto no património.

PAINEL:

António Gorgal de Carvalho – Nascido em 1958 no Hospital da Trindade regressou ao Porto com dois anos. Desde essa idade habita uma casa na Baixa da cidade, um arrendamento que chegou à terceira geração e que vindo do final do Sec. XIX apenas terminou no início do Sec. XXI com a aquisição desta. Candidato à Câmara Municipal do Porto pelo MPT, Partido da Terra, nas Autárquicas de 2005, obteve o apoio de 236 eleitores. Actualmente exerce funções na Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo.

António Fonseca – Profissional da área da animação. Presidente da AAIC-Associação de Afectados por Inundações e Calamidades, e actos de terrorismo. Autarca no executivo da Junta de Freguesia de S. Nicolau e Presidente da Direcção da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto (ABZHP).

Cláudia Rodrigues – Licenciada em Psicologia pela FPCEUP, Mestre em Psicologia e Educação Ambientais pelo ISPA com a Dissertação: “O Porto Desigual e a transacção entre Personagens e lugares: O Centro Histórico, a Ilha e o Bairro Social”, com orientação da Professora Carla Machado. Desenvolve trabalhos nas áreas de Intervenção e Investigação em Cenários Urbanos. Doutoranda em Sociologia – Cidades e Culturas Urbanas –  CES/FEUC. Bolseira da Fundação Ciência e Tecnologia (FCT), com o trabalho de título: “Cidade Noctívaga: Desenhos, Expressões e Ritmicidades de um Party District na Cidade do Porto”, orientado pelo Professor Doutor Carlos Fortuna (CES/FEUC).

Daniel Pires – Fotógrafo de moda e professor durante 12 anos licenciado em fotografia pela Escola Superior  Artística do Porto – 1996. Realiza várias exposições individuais e colectivas. EM 2001 dá origem ao espaço de intervenção cultural “Maus Hábitos”, sendo programador e promotor cultural, em diversas  áreas : artes plásticas, fotografia, música ; teatro; artes performativas e dança. Realiza com alguma regularidade conferências e é membro da direcção da Agencia para o Desenvolvimento das Industrias Criativas  ADDICT com Fundação de Serralves ; Casa da Música; RTP; SRU; INTER RISCO – BPI e Centro Cultural Vila Flor. Faz programação de Música para o  Auditório da Loja Optimus da Casa Da Música Porto .

Paulo Santos da Cunha – Nascimento: Porto 1960. Estudou Direito na Universidade Católica Portuguesa, tendo posteriormente desenvolvido actividade profissional no desenvolvimento e gestão de redes comerciais e em I&D de novas áreas de negócio para empresas comerciais, Asset Manager na Banca de Investimento, desenvolveu mais tarde o projecto do PITCH em 2006, actualmente integra o projecto da SWARK uma empresa de consultoria de arquitectura para a Reabilitação.

Moderador: David Afonso Pinho – Licenciado em Filosofia e Pós-graduado em Estudos Locais e Regionais pela FLUP e mestrando em Cidades e Culturas Urbanas (FEUC). Docente e sócio do atelier Floret Arquitectura. Membro fundador da APRUPP – Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património.

Anúncios