Ecos do Workshop Intervenção em fachadas Azulejares

O Ciclo de Workshops sobre revestimentos antigos teve início com a realização do 1º Workshop de Azulejos de Fachada, que decorreu no passado dia 3 de Junho de 2016 no Museu Nacional do Azulejo em Lisboa, no âmbito da “Intervenção em fachadas Azulejares”, tendo sido muito apreciado pelos participantes.

Este Ciclo de Workshops é composto por uma componente prática através da análise de casos reais in situ e uma componente teórica prévia. Pretende-se, assim, que exista uma reflexão sobre as práticas dos técnicos, numa vertente multidisciplinar que promova igualmente a troca de informação e o reconhecimento do que, no presente, pode ser entendido como boas práticas. Desta forma consideramos ser possível atingir a sensibilização necessária à promoção de boas práticas na fase de projeto e de gestão de Património, nomeadamente no cuidado na elaboração de cadernos de encargos que não induzam estratégias erradas de intervenção, bem como prever, nessa fase, uma boa interoperabilidade entre conservadores, arquitetos, engenheiros e os demais técnicos para o sucesso de uma intervenção que verdadeiramente preserva o Património e as técnicas tradicionais.

Neste Workshop os temas abordados na 1ª parte da sessão passaram pela identificação dos diferentes tipos de degradação que atingem as fachadas azulejares, com identificação das causas e dos seus efeitos; pela apresentação das várias formas de abordagem para a definição de medidas de conservação, restauro e manutenção, finalizando com a apresentação crítica de vários descritivos patentes em cadernos de encargos e o reflexo que estes podem ter para a implementação de boas ou para más práticas de conservação e restauro de fachadas azulejares.

A 2ª parte da sessão – a componente prática – decorreu junto de alguns edifícios do centro de Lisboa com fachadas azulejares, compreendeu a realização de um trabalho pratico in situ, para a observação e identificação das anomalias e identificação das causas subjacentes, passando pela discussão dos respetivos critérios de intervenção e o que deve corresponder em termos de descritivo nos cadernos de encargos para essas situações específicas, a título de exemplo (alertando para situações a evitar de copy/paste inadequados e desajustados).

O interesse suscitado pelo tema e as expectativas geradas demonstram a importância deste Ciclo de Workshops ministrados, em parceria, pela APRUPP, pelo Museu Nacional do Azulejo e pela Universidade de Aveiro (Reabilitação do Património), que em conjunto irão desenvolver novas edições, já para o 2º semestre do ano. Fiquem atentos às novidades !!!

Finalmente, um agradecimento ao Museu Nacional do Azulejo e à Universidade de Aveiro (Direção da licenciatura de Reabilitação do Património) pelo empenho na organização e sucesso deste evento.

Registo Wrksh Azulejos

Anúncios